RV+

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇAO UROLOGICA DOS INCIDENTALOMAS DE ADRENAIS

Resumo

Os incidentalomas da adrenal podem ser definidos como massas adrenais não suspeitadas maiores de 1 cm de diâmetro identificadas em exames de imagem realizados por uma causa aparentemente não relacionada. A incidência global é próxima de 5%, sendo menor que 0,5% em pacientes de 20 anos e 7% naqueles de 70 anos ou mais. As etiologias mais frequentes são adenomas benignos não funcionantes ou produtores de cortisol ou aldosterona, feocromocitoma, carcinoma adrenocortical e metástases. O método diagnóstico de escolha é a tomografia, sendo superior à ressonância magnética. Os principais critérios tomográficos usados para diferenciar adenomas de outras lesões são a atenuação da lesão na tomografia pré-contraste, o tamanho da lesão e o washout. Adenomas geralmente são lesões ricas em gordura e, portanto, exibem baixa atenuação. Para identificar adenomas pobres em gordura avalia-se o washout da lesão. O tamanho da lesão está diretamente relacionado ao risco de carcinoma, sendo que o tamanho de 4 cm exibe 93% de sensibilidade para lesão maligna. A biopsia aspirativa é reservada para indicações de exceção. Avaliação funcional da lesão está indicada em todos os casos de incidentalomas, visto incidência de lesões funcionantes em até 15% dos casos.

Palavra Chave 1

Suprarrenal

Palavra Chave 2

Incidentalomas da adrenal

Palavra Chave

Uro-oncologia

Área

URO-ONCOLOGIA

Autores

Rodrigo Lolli Almeida Salles

Local
do Evento

Centro de Convenções UFOP - R. Diogo de Vasconcelos, 328 Ouro Preto - MG, 35400-000
centrodeconvencoesufop.com.br

INICIATIVA E REALIZAÇÃO

Sociedade Brasileira de Urologia

PRODUÇÃO E GERENCIAMENTO

RV Mais Promoção e Eventos

AGÊNCIA OFICIAL

Ecology

ENTIDADES APOIADORAS

SBU
SBOC
SBRT
UNIMED